Mapa do Site
Contactos
Siga-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Canal YouTube
Centro de Astrofísica da Universidade do Porto
Characterization of M-dwarf Stars using (N)IR wavelengths

Bárbara Rojas-Ayala
CAUP

Resumo
M dwarfs are the most numerous and long-lived stars and therefore can provide valuable information about the Galaxy and star/planet formation. However, their basic properties are tricky to measure using standard techniques for solar stars; they are intrinsically faint at visible wavelengths and their optical spectra exhibit strong molecular absorption.

I will present the metallicity and effective temperature techniques developed for M dwarf stars based on absorption features present in their modest resolution (R ~2700) K-band spectra and other ones based on their colors. These techniques have been calibrated using FGK+M dwarf pairs and synthetic atmosphere models. I will compare their results with other empirical measurements of low mass stars in the literature, and I will discuss the usefulness of the K-band methods for the characterization of exoplanet systems. Finally, I will show a new photometric technique based on IR/Optical magnitudes that provides [Fe/H] estimates accurate to RMSE ~0.12 dex for thousands of early M dwarfs in the SUPERBLINK survey.

31 outubro 2013, 13:30

Centro de Astrofísica
Rua das Estrelas
4150-762 Porto

Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço

O Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço é (IA) é uma nova, mas muito aguardada, estrutura de investigação com uma dimensão nacional. Ele concretiza uma visão ousada, mas realizável para o desenvolvimento da Astronomia, Astrofísica e Ciências Espaciais em Portugal, aproveitando ao máximo e realizando plenamente o potencial criado pela participação nacional na Agência Espacial Europeia (ESA) e no Observatório Europeu do Sul (ESO). O IA é o resultado da fusão entre as duas unidades de investigação mais proeminentes no campo em Portugal: o Centro de Astrofísica da Universidade do Porto (CAUP) e o Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa (CAAUL). Atualmente, engloba mais de dois terços de todos os investigadores ativos em Ciências Espaciais em Portugal, e é responsável por uma fração ainda maior da produtividade nacional em revistas internacionais ISI na área de Ciências Espaciais. Esta é a área científica com maior fator de impacto relativo (1,65 vezes acima da média internacional) e o campo com o maior número médio de citações por artigo para Portugal.

Continuar no sítio do CAUP|Seguir para o sítio do IA