Mapa do Site
Contactos
Siga-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Canal YouTube
Centro de Astrofísica da Universidade do Porto
Asteroseismology of A to F-type Stars Using Satellite Data: δ Scuti Pulsators

Antonio García Hernández
CAUP

Resumo
δ Scuti are main-sequence intermediate-mass stars. They form part of the group known as classical pulsators, because they were discovered in the early years of Astronomy. However, due to some characteristics in their pulsating behaviour, they are not well understood yet (above all, compared to the solar type stars). δ Scuti stars are interesting objectives of study. Their range of masses makes them suitable laboratories for understanding several processes of the internal structure during the stellar evolution. On the other hand, the increasing on the discovering of A to F-type stars harbouring planets enhances the interest in obtaining a good characterization of the system.
As I will show you, the asteroseismology study of satellite data could help us to achieve these objectives. However, life is not so easy…

30 maio 2012, 13:30

Centro de Astrofísica
Rua das Estrelas
4150-762 Porto

Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço

O Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço é (IA) é uma nova, mas muito aguardada, estrutura de investigação com uma dimensão nacional. Ele concretiza uma visão ousada, mas realizável para o desenvolvimento da Astronomia, Astrofísica e Ciências Espaciais em Portugal, aproveitando ao máximo e realizando plenamente o potencial criado pela participação nacional na Agência Espacial Europeia (ESA) e no Observatório Europeu do Sul (ESO). O IA é o resultado da fusão entre as duas unidades de investigação mais proeminentes no campo em Portugal: o Centro de Astrofísica da Universidade do Porto (CAUP) e o Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa (CAAUL). Atualmente, engloba mais de dois terços de todos os investigadores ativos em Ciências Espaciais em Portugal, e é responsável por uma fração ainda maior da produtividade nacional em revistas internacionais ISI na área de Ciências Espaciais. Esta é a área científica com maior fator de impacto relativo (1,65 vezes acima da média internacional) e o campo com o maior número médio de citações por artigo para Portugal.

Continuar no sítio do CAUP|Seguir para o sítio do IA