Mapa do Site
Contactos
Siga-nos no Facebook Siga-nos no Twitter Canal YouTube
Centro de Astrofísica da Universidade do Porto

Supernova constraints on spatial variations of the vacuum energy density

P. P. Avelino, J. P. M. de Carvalho, C. J. A. P. Martins

Resumo
We consider a very simple toy model for a spatially varying "cosmological constant", where we are inside a spherical bubble (with a given set of cosmological parameters) that is surrounded by a larger region where these parameters are different. This model includes essential features of more realistic scenarios with a minimum number of parameters. We calculate the luminosity distance in the presence of spatial variations of the vacuum energy density using linear perturbation theory and discuss the use of type Ia supernovae to impose constraints on this type of model. We find that presently available observations are only constraining at very low redshifts, but also provide independent confirmation that the high-redshift supernovae data do prefer a relatively large positive cosmological constant.

Physical Review D
Volume 64, Página 063505
setembro 2001

>> ADS

Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço

O Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço é (IA) é uma nova, mas muito aguardada, estrutura de investigação com uma dimensão nacional. Ele concretiza uma visão ousada, mas realizável para o desenvolvimento da Astronomia, Astrofísica e Ciências Espaciais em Portugal, aproveitando ao máximo e realizando plenamente o potencial criado pela participação nacional na Agência Espacial Europeia (ESA) e no Observatório Europeu do Sul (ESO). O IA é o resultado da fusão entre as duas unidades de investigação mais proeminentes no campo em Portugal: o Centro de Astrofísica da Universidade do Porto (CAUP) e o Centro de Astronomia e Astrofísica da Universidade de Lisboa (CAAUL). Atualmente, engloba mais de dois terços de todos os investigadores ativos em Ciências Espaciais em Portugal, e é responsável por uma fração ainda maior da produtividade nacional em revistas internacionais ISI na área de Ciências Espaciais. Esta é a área científica com maior fator de impacto relativo (1,65 vezes acima da média internacional) e o campo com o maior número médio de citações por artigo para Portugal.

Continuar no sítio do CAUP|Seguir para o sítio do IA